MOSTRA DE CINEMA LATINO-AMERICANO DE RIO GRANDE

A Mostra de Cinema Latino-Americano de Rio Grande surge como um desdobramento da Mostra de Cinema OfCine, criada em 2016, para a exibição dos curtas-metragens produzidos nas oficinas do Projeto de extensão “Oficina de Cinema OfCine” do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, Campus Rio Grande (IFRS). Sendo seu objetivo, fomentar produções audiovisuais na cidade de Rio Grande por meio do fornecimento de bases teóricas e práticas correspondentes a todos os setores da produção fílmica, a partir de uma perspectiva crítica frente à linguagem cinematográfica.

Em 2018, como resultado de dois projetos de extensão, “Oficina de Cinema OfCine” e “Cine Clube”, a Mostra integrou às suas atividades a primeira edição do Cinemário – Seminário de Cinema, para a discussão e formação audiovisual. Também realizou sua primeira exibição de filmes ao ar livre, reunindo a comunidade na rua para prestigiar produções regionais e nacionais.

Em 2019, nosso interesse concentra-se no audiovisual latino-americano sob a perspectiva decolonial, que tem como marco o manifesto “Hacia un tercer cine”, lançado em 1969, pelos cineastas argentinos Fernando Solanas e Octavio Getino - no qual, imbuídos das ideias de Franz Fanon, clamavam pela descolonização do olhar de produtores e espectadores cinematográficos latino-americanos, e propunham um enfrentamento estético, narrativo e educativo à linguagem hollywoodiana, partindo de perspectivas nacionais e regionais - que é retomado e reconfigurado na contemporaneidade. O evento manteve o formato que integra Mostra e Seminário, iniciando seu processo de internacionalização, com foco na América Latina. O objetivo é divulgar e discutir o audiovisual latino-americano contemporâneo, por meio da exibição de produções e do intercâmbio com artistas, pesquisadores e realizadores da região.

Para que a edição de 2020 pudesse acontecer, muitas mudanças e adaptações precisaram ser feitas em função do isolamento social, causado pela pandemia de COVID-19. Este ano, a Mostra busca visibilizar as iniciativas cinematográficas (curtas-metragens) potencialmente descolonizadoras de sujeitos e territórios – sobretudo aquelas onde os grupos subalternizados assumem o lugar de enunciação, criando as próprias obras com suas linguagens e problemáticas, agindo de forma a elaborar narrativas contra-hegemônicas em termos de epistemologia territorial e geopolítica do conhecimento. Rastreando intersecções entre as produções cinematográficas latino-americanas recentes, o evento monta sua programação a partir de problematizações contemporâneas apontando caminhos para a sociedade que queremos construir. Seguindo um formato híbrido, com programação virtual - nos dias 10, 11, 12 e 13 de dezembro - contando ainda com um Cine Drive-In no dia 9 de dezembro, marcando a abertura do evento.

Ficha Técnica

Idealização

Raquel Andrade Ferreira

Gianluca Cozza

Victor Pinheiro

Rôsangela Fachel

Produção Executiva

Victor Pinheiro

Curadoria

André Berzagui

Gianluca Cozza

Jaqueline Nunes

Lucas Honorato

Rôsangela Fachel

Site

Cassiana Silveira

Victor Amaral

Assistente de Produção

Gabrielle Peres

Fernanda Paz

Identidade Visual

Camila Soares

Guilherme Alcântara

Assessoria de Imprensa

Andréa Cardoso

Brenda Pacheco

Lisandra Miranda

Maria Rita Rolim

Marina Fernandes

Mell Souza

Equipe de Apoio

Adryan Copello

Lorena Zanetti

Kimberly Martins

Laura D'Amoreira

Colaboradores

Angelita Silveira

Miguel Albuquerque

Dardo Bornia Jr.